"MY ASIAN MOVIES"マイアジアンムービース - UM BLOGUE MADEIRENSE DEDICADO AO CINEMA ASIÁTICO E AFINS!!!

sábado, agosto 22, 2009

Nausicaa of the Valley of the Wind/Kaze no tani no Naushika - 風の谷のナウシカ (1984)

Origem: Japão


Duração: 116 minutos


Realizador: Hayao Miyazaki


Vozes das personagens principais (versão original japonesa): Sumi Shimamoto (Nausicaa), Mahito Tsujimura (Jihl), Hisako Kyôda (Oh-Baba), Gorô Naya (Yupa), Ichirô Nagai (Mito), Kôhei Miyauchi (Goru), Jôji Yanami (Gikkuri), Minoru Yada (Niga), Rihoko Yushida (Teto), Yôji Matsuda (Asbel), Mîna Tominaga (Rastel), Yoshiko Sakakibara (Kushana), Iemasa Kayumi (Kurotawa)


"Nausicaa e o seu animal de estimação Teto"


Sinopse

1000 anos após a nossa era, na chamada “Idade da Cerâmica”, a raça humana corre um grande perigo e encontra-se na iminência de ser extinta. Tudo se deve ao facto de o homem, no auge do seu poder tecnológico, ter desencadeado um acontecimento apocalíptico denominado “os 7 dias do fogo” que quase destruiu o mundo. Entretanto, “o mar da corrupção”, uma floresta de insectos gigantes e de plantas tóxicas, avança lentamente pela Terra, fazendo com que o planeta se torne cada vez mais inabitável para os humanos.

"Lord Yupa interpõe-se entre Nausicaa e os soldados de Tourmekia"

Mesmo assim, a raça humana parece que não aprendeu a lição, e os reinos remanescentes encetam guerras e conflitos entre si. Uma das poucas nações neutrais é o “Vale do Vento”, que se situa num local idílico, devido ao vento impedir o avanço do “mar da corrupção” para aquela área. O “Vale do Vento” é governado pelo rei “Jihl”, um homem doente e acamado, no entanto a verdadeira líder e a alma do povo é a sua filha, a princesa “Nausicaa”.

A tranquilidade do reino é seriamente abalada quando um conflito eclode entre as nações de “Tourmekia” e “Pejite”, e uma nave tourmekiana despenha-se no “Vale do Vento”. Cedo, “Tourmekia”, sob a liderança da princesa Kushana, invade “Vale do Vento”, de maneira a recuperar um item precioso que se encontrava dentro da nave. “Nausicaa” terá de embarcar numa fantástica aventura, de forma a salvar o seu povo e o planeta Terra.


"O povo do Vale do Vento aprisionado pelos soldados de Tourmekia"

"Review"


Baseado numa manga escrita e desenhada pelo próprio Hayao Miyazaki, é difícil de acreditar que “Nausicaa” foi realizado há 25 anos. A nível dos aspectos ditos mais técnicos, existem muitas animações actuais que estão a milhas da beleza e rigor evidenciados por este filme, assim como a sua mensagem assume uma actualidade impressionante, porventura ainda mais premente hoje em dia. As grandes premissas transmitidas por “Nausicaa”, poder-se-ão reduzir a dois grandes temas: a loucura belicista dos homens e a preocupação pelas questões ecológicas, que o realizador viria a demonstrar em outras obras, mormente “Princess Mononoke”.


Quanto ao primeiro item referido, “Nausicaa” consiste num clássico manifesto anti-guerra, onde Miyazaki critica de uma forma indirecta, mas assumida, o nacionalismo japonês que levou à ruína do país, no pós-II Guerra Mundial, um tema recorrente no cinema nipónico. O filme demonstra um conjunto de líderes que prefere ver o seu próprio povo definhar, do que ceder ao inimigo, e em virtude disso, a destruição propaga-se de uma forma preocupante. Por outra via, a mensagem ecológica é omnipresente. A razão do estado miserável que os humanos vivem, é a sua cegueira pela tecnologia, que destruiu grande parte da natureza. Esta, por sua vez, arranja forma de se defender, e nasce o “mar da corrupção”, cuja função é erradicar o vírus que lesa o planeta, ou seja, a raça humana. Nesta dialéctica dura e cruel, em que a “nossa” civilização é vista pelos restantes seres da terra, como um inimigo comum, aparece “Nausicaa” com uma missão messiânica, uma Gaia cuja função é encontrar o necessário equilíbrio entre todos os interesses em presença.


"Um gigantesco insecto da floresta da espécie Ohmu"

É do conhecimento dos fãs de Miyazaki, que o realizador gosta de ter personagens femininas emblemáticas e fortes nos seus filmes. Podemos afirmar que tudo começou praticamente com “Nausicaa”. Para muitos, considerada a melhor personagem das películas do realizador japonês, a princesa é sem dúvida alguma, uma das grandes heroínas da história da animação. Do meu ponto de vista, apenas “San”, a guerreira da floresta em “Princess Mononoke”, poderá almejar a alguma comparação. “Nausicaa” é apaixonante, irradia confiança por todos os poros, cativa os que a rodeiam, ama todos os seres vivos sem excepção. Para além disto, é dotada de uma coragem que não conhece fronteiras, sendo uma guerreira temível e uma líder inata. Com todas estas características, é impossível o espectador não gostar de “Nausicaa”, pois ela possui praticamente quase todos os predicados que apreciamos num ser humano e que distinguem as pessoas comuns dos eleitos para a grandiosidade.

Em 1984, Miyazaki criaria uma obra de animação com uma qualidade magnífica, onde já se nota distintivamente a excelência do seu desenho e os efeitos de uma beleza quase indescritível. É certo, devido às naturais limitações tecnológicas da altura, que perderá um pouco para os trabalhos mais recentes do realizador. Contudo, urge situar as coisas no seu tempo, e “Nausicaa” neste particular é um monstro sagrado na verdadeira acepção da palavra. O misturar das características de épocas diversas é delicioso, com guerreiros cuja indumentária é uma armadura, mas que tanto possuem espadas como armas de fogo pesadas e capazes de uma destruição sem par. O amor de Miyazaki pelas máquinas voadoras é extremamente demonstrado em “Nausicaa”, onde podemos observar naves futurísticas com um grande poder bélico, que se digladiam nos céus. A própria figura da princesa “Nausicaa”, em cima do seu planador, constitui um dos ícones da animação mundial mais reconhecidos.

Com a chancela do maior nome da animação japonesa, Hayao Miyazaki, com a produção de outro fantástico executante do género, Isao Takahata (“Grave of the Fireflies”), e banda-sonora de Joe Hisahishi (que recentemente foi o responsável pelas melodias de “Departures”), “Nausicaa” é das melhores realizações de sempre da animação mundial. Com um pendor épico e transcendental, Miyazaki escolheu a grandiosidade ao adoptar o nome de uma personagem da Odisseia de Homero, para baptizar a sua mais bela filha. Numa altura em que o realizador encontrava-se longe do reconhecimento que detém hoje, “Nausicaa” foi um sonho belo tornado realidade e o catalisador para o nascimento dos estúdios Ghibli. Por aqui se afere a importância desta magnífica longa-metragem de desenhos animados, que deslumbrará, mas igualmente educará tanto miúdos como graúdos.

Essencial e imperdível!


"A contagiante alegria de Nausicaa, num dos seus hobies favoritos, voar"

Trailer

The Internet Movie Database (IMDb) link

Outras críticas em português:

Avaliação:

Entretenimento - 8

Animação - 9

Argumento - 8

Banda-sonora - 8

Emotividade - 9

Mérito artístico - 10

Gosto pessoal do "M.A.M." - 9

Classificação final: 8,71





17 comentários:

Woman Once a Bird disse...

Tomarei nota da recomendação.

Shinobi disse...

Olá WOAB!

Como nota adicional de interesse, é um dos maiores ícones do feminismo (saudável), no mundo da animação :))))!

Beijinho grande!

bárbara disse...

Li o manga mas ainda não vi o filme. De certeza que choro :O

Shinobi disse...

Não podes perder este filme, bárbara!
Para muitos, é a melhor obra de Miyazaki!

Beijinho!

bárbara disse...

A sério? Não é o Totoro? :P
Epah... lá terá de ser.
Com a idade deixei de prestar atenção a anime mas continuo a comprar filmes do Miyazaki e do Satoshi Kon.

Takeshi disse...

Também sou da opinião que Totoro é o melhor (ou meu predileto), mas de que as animações dos Estúdios Ghibli estão entre os melhores, disso tenho certeza.

Shinobi disse...

Olá bárbara e Takeshi!

Miyazaki é dos poucos realizadores que se pode gabar de todas as suas obras serem de eleição, por isso é que é complicado eleger a sua melhor obra. Por exemplo, se fossemos a votos neste aspecto, tenho quase a certeza que "Spirited Away" ("A Viagem de Chihiro") venceria. Aliás, no IMDb é o filme de Miyazaki mais cotado.
E no entanto, é capaz de ser o filme de Miyazaki que gosto menos, numa opinião claramente minoritária.

"Totoro" é um excelente filme, embora, na minha opinião, seja o filme de Miyazaki que tem o pendor mais infantil (no sentido de ser a película mais virada para as crianças). "Nausicaa", pelo contrário, é um filme mais maduro, e tem a vantagem de, como referi no texto, possuir talvez a personagem mais emblemática dos filmes do realizador.

Pessoalmente, o meu filme preferido dele continua a ser "Princess Mononoke", embora "Nausicaa" esteja muito perto.

Abraços!

Woman Once a Bird disse...

Percebi pela sinopse que seria interessante também a partir desse ponto de vista. Beso

Shinobi disse...

;))) !

Beijo!

Nuno disse...

Amigo Jorge,

Gostei bastante do filme. Como sabes, o género Anime não é um dos meus "fortes", mas há excepções, e os filmes de Hayao Miyazaki fogem da regra. Gostei de todos os que vi até hoje, e este é, de facto, um belíssimo filme.
Eu sou dos que vota no IMDB, e votei "A Viagem de Chihiro" com a melhor classificação dos filmes de Miyazaki... faço parte da "carneirada" ...lol
Escusado será dizer, que a tua análise a este filme é fantástica, como, de resto, já nos habituaste.

Abraço
Abração

Shinobi disse...

Amigo Nuno,

Não há dúvida absolutamente alguma que "A Viagem de Chihiro" é um belíssimo filme, e provavelmente será o filme predilecto de Miyazaki de muita gente. Simplesmente confesso que não o encarei como outras obras do actor, mas é uma opinião claramente minoritária e sobretudo de gosto pessoal.
Eu sou mais do género de "Nausicaa" e "Princess Mononoke" :))) .

No restante, fico feliz que a análise tenha sido do teu agrado ;) !

Grande abraço!

Battosai disse...

Ole. Una de mis dos películas de animación preferidas :D

Una verdadera maravilla, sin duda. Me alegro de que te haya gustado tanto ^^

Shinobi disse...

Olá, Battosai!

É um grande filme, sem margem para qualquer dúvida!

Abraço!

Dewonny disse...

Belíssima animação, impressionante a qualidade técnica, cenários magníficos, ótima história e personagens bem construídos, como é de praxe nos trabalhos de Miyazaki!
Abs! Diego!

Shinobi disse...

Olá, Diego!

É impressionante como este filme é tão actual hoje em dia!
Se tivesse sido realizado este ano, ouviriamos um manancial de críticas a elogiá-lo na mesma, como uma das melhores obras de animação!!!

Abraço!

tf10 disse...

Eu sou um dos que tem um gosto muito especial pelo Nausicaa!

Shinobi disse...

Um excelente gosto, tf10 :))) !