"MY ASIAN MOVIES"マイアジアンムービース - UM BLOGUE MADEIRENSE DEDICADO AO CINEMA ASIÁTICO E AFINS!!!

domingo, janeiro 21, 2007

A Dinastia da Espada/The Huadu Chronicles: Blade of the Rose Aka The Twins Effect II/Fa dou daai jin (2004)

Origem: Hong Kong

Duração: 103 minutos

Realizadores: Patrick Leung e Corey Yuen

Com: Charlene Choi, Gillian Chung, Jaycee Chan, Donnie Yen, Wilson Chen, Qu Ying, Fan Bing Bing, Tony Leung Ka Fai, Daniel Wu, Edison Chen, Jim Chin, Jackie Chan

"O grupo dos heróis"

Estória

Numa China mítica e que nunca existiu, pelo menos no nosso universo, existe uma sociedade tipicamente matriarcal, onde as mulheres dominam e os homens são escravos. O conceito de escravidão é levado literalmente, pois os homens são conhecidos por "Idiotas", usados unicamente para trabalhos forçados e procriação, pelas mulheres intituladas por "Amazonas".

Neste mundo vive a afoita "13ª Mestre" (Charlene Choi), uma traficante de escravos, e "Pássaro Azul" (Gillian Chung), uma agente governamental ao serviço da maléfica imperatriz ( Qu Ying). Ambas as raparigas um certo dia envolvem-se num combate, devido ao negócio dos escravos pertencente a "13ª Mestre".

"A imperatriz maléfica"

Quando as coisas acalmam entre as contendentes, as mesmas veêm-se envolvidas numa épica aventura que decidirá o futuro do reino. Tudo se deve a um rebelde, sugestivamente chamado de "Tigre Agachado, Dragão Escondido" (Donnie Yen - repare-se que em inglês a personagem sugestivamente chama-se "Crouching Tiger Hidden Dragon"), que luta contra a imperatriz maligna, tendo por objectivo restaurar a igualdade entre os sexos.

Devido a uma profecia que afirma que um jovem guerreiro, empunhando a fabulosa espada "Excalibur", irá derrotar a rainha, as duas mulheres fazem-se à estrada com propósitos bem distintos. Acompanham-nas "Cabeça de Carvão" (Jaycee Chan) e "Cabeça de Ferro" (Wilson Chen), dois jovens escravos que estão intimamente ligados à profecia.

A aventura pelo destino do reino inicia-se!

"Duelo de titãs: Donnie Yen Vs. Jackie Chan"

"Review"

As "Twins" (Charlene Choi e Gillian Chung) são uma banda musical que transformou-se num verdadeiro fenómeno de popularidade juvenil em Hong Kong, e um pouco por todo o extremo oriente (quem quiser saber mais clique aqui). Como muitas vezes as estrelas musicais acabam por entrar no mundo do cinema, por vezes com bons resultados (pense-se em Leslie Cheung), era inevitável que as "Twins" acabassem por enveredar pelo mesmo caminho. "A Dinastia da Espada" constitui o segundo esforço das meninas em conjunto, nas lides da sétima arte.

Resultado: elas são a prova viva que muitas vezes nós devemo-nos ficar nas artes de origem, e fugir a sete pés das coisas para as quais não possuímos jeito absolutamente nenhum! E a crítica não se resume apenas às miúdas!

Comecemos pelo início.

Desde logo quem olha para o elenco de "A Dinastia da Espada" chega facilmente à conclusão que o mesmo é uma mescla de actores verdadeiramente consagrados, com talentos em vias de consolidação, ídolos "pop" e "um menino do papá"! Tradução: Tony Leung Ka Fai, Jackie Chan e Donnie Yen fazem parte da fina-flor do cinema asiático; Daniel Wu e Edison Chen são actores que começam a marcar verdadeiramente o seu espaço, valendo esta asserção mais para Wu; as "Twins" já se sabe; Jaycee Chan é "apenas" o filho de Jackie Chan!

Com tanta "misturada", ou obteriamos um filme que poderia primar pela novidade e quem sabe, eventualmente, obter um bom resultado, ou pelo contrário, estariamos perante um "flop" dos maiores! A segunda opção foi claramente o que viria a suceder...

Tudo começa com a "Emperor Entertainment Group" a querer fazer um grande "blockbuster", tentando potenciar ao máximo o "efeito das Twins". Já agora, e como se trata de um grande "looby" artístico de Hong Kong, presume-se com uma panóplia de recursos financeiros, nada melhor do que recrutar alguns grandes nomes de cinema para dar um ar mais de seriedade ao filme. E porque não aproveitar para lançar um rebento de um desses grandes nomes, chegando-se ao verdadeiro escândalo de uma nomeação para "Melhor Revelação" nos "Hong Kong Film Awards"?

"Twins Wire Fu"

O filme não tem muito que se lhe diga, pois nem vale a pena fazer um esforço para compreender algo que mais parece um "videoclip" a rebentar de "clichés" por todo o lado. A atmosfera é um misto de "Dungeons and Dragons" (o filme que constitui a mancha negra da carreira cinematográfica do grande Jeremy Irons), mas sem os dragões, e "Xena, The Warrior Princess". Junte-se umas pitadas de elementos orientais, especialmente dos Wuxia Pian, e obtemos "A Dinastia da Espada"!

Essencialmente, a película vale pela beleza das principais intervenientes femininas, pois de facto não me lembro de visionar um filme oriental com tanta rapariga bonita. Será agraciada igualmente pela luta entre as lendas Donnie Yen (quanto é que terá sido o "cachet", para permitir esta loucura!) e Jackie Chan (limita-se a aparecer durante uns cinco minutos, possivelmente para dar uma "forçazinha" ao filhote!), e um ou outro efeito especial que escape à mediocridade!

As interpretações são básicas, especialmente a de Jaycee Chan que não tem simplesmente futuro no ramo...Embora não morra de amores pelo pai, ao menos admito que ele é possuidor de um carisma fora do comum, que o elevou ao mais alto patamar!

Já agora, Tony Leung Ka Fai, o que é que se passa??? O Sr. já não se dá ao respeito?

Película verdadeiramente sofrível, com uma vertente cómica disparatada e irritante. Mais valia ter gasto o imenso dinheiro em causas humanitárias!

"A Imperatriz produz um dos feitiços que fazem parte do seu extenso leque de recursos"

Trailer, The Internet Movie Database (IMDb) link

Avaliação:

Entretenimento - 8

Interpretação - 6

Argumento - 5

Banda-Sonora - 7

Guarda-roupa e adereços - 7

Emotividade - 6

Mérito artístico - 7

Gosto pessoal do M.A.M. - 6

Classificação final: 6,50





Sem comentários: