"MY ASIAN MOVIES"マイアジアンムービース - UM BLOGUE MADEIRENSE DEDICADO AO CINEMA ASIÁTICO E AFINS!!!

sábado, abril 28, 2007

The Legend of Fong Sai Yuk/ Fong Sai Yuk - 方世玉 (1993)
Origem: Hong Kong
Duração: 106 minutos
Realizador: Corey Yuen
Com: Jet Li, Michelle Reis, Josephine Siao, Chan Chung Yung, Vincent Chiu, Sibelle Hu, Paul Chu, Adam Cheng
"O herói Fong Sai Yuk"
Estória
“Fong Sai Yuk” (Jet Li) é um jovem e espectacular praticante de Kung Fu, um pouco inconsciente e que adora arranjar sarilhos conjuntamente com os amigos. Certo dia, após algumas peripécias, conhece “Ting Ting” (Michelle Reis), a filha de um rico comerciante Manchu (Chan Chung Yung), e ambos se enamoram um pelo outro.
Certo dia, e para não variar, “Fong” arranja mais um problema. O pai de “Ting” decide fazer um concurso de artes marciais em que aquele que conseguir derrotar a sua mulher (Sibelle Hu), ganhará a mão da sua filha. “Fong” luta para defender a honra dos cantoneses, nem imaginando que se irá tornar o futuro marido do seu amor, pois acontecem mais algumas confusões, fazendo com que o herói pense que a sua esposa será a criada de “Ting”, rapariga que não deve muito à beleza.
"A adorável Ting Ting"

Para piorar ainda mais a situação, a irascível mãe de “Fong” (Josephine Siao), veste-se como um homem para lavar a honra da família no combate, fazendo com que a progenitora de “Ting” se apaixone por ela. Como se não bastasse, o pai da rapariga não faz a mínima ideia que o pai de “Fong” (Paul Chu) é um destacado membro do grupo “Flor Vermelha”, uma organização que luta contra a dinastia Ching, de origem manchu é que governa a China.

Quando o governador de Kau Man (Vincent Chiu), um acérrimo opositor do grupo “Flor Vermelha”, tudo faz para exterminar a organização, chega a hora de “Fong Sai Yuk” lutar pela sua família e pelo povo oprimido da China.

"O pai de Ting Ting põe a mãe de Fong Sai Yuk em problemas"

"Review"

Todas as civilizações têm os seus heróis populares, e a China, com a sua riquíssima história, não constitui excepção. Possivelmente, a personagem mais conhecida será Wong Fei Hung, que deu origem a vários filmes e séries, tais como a saga “Era Uma Vez na China” ou “Drunken Master”. No entanto, Fong Sai Yuk é um mito com quase tanta importância como Fei Hung, e que hoje em dia ainda faz o imaginário de muitos.

Reza a lenda que “Fong Sai Yuk” era neto de Miu Hin, um dos cinco anciãos que conseguiu escapar à destruição do Templo de Shaolin, levada a cabo pela dinastia Ching (ou Qing). Foi treinado pela sua mãe que o banhava numa água temperada com uma solução herbal que supostamente fazia com que Fong Sai Yuk fosse quase invulnerável, um pouco à semelhança do herói mitológico grego Aquiles.

Feito este pequeno parênteses histórico, necessário muitas vezes para percebermos certos aspectos importantes, passemos então ao filme.

Diversão é a palavra de ordem! “Fong Sai Yuk” é uma película que nos mantém presos ao ecrã (ou à tela) do princípio ao fim, atendendo à acção frenética, feita de combates fenomenais, com uma tremenda imaginação e, claro está, algum “wire-fu”. Particularmente vibrante é a luta ocorrida entre “Fong Sai Yuk” e “Siu Wan”, a futura sogra do herói, cuja regra principal passava por quem tocasse primeiro com os pés no chão, perderia o combate. O resultado é devastador no bom sentido, e de tirar quase a respiração!

"Fong Sai Yuk domina com mestria o Kung Fu"

Outro aspecto que mantém em alta o entretenimento, é a comédia que o filme possui para dar e vender! Aqui as honras terão de ser forçosamente atribuídas a Chan Chung Yung, o actor que representa o pai de Michelle Reis. Tem um ar e expressões de partir “o coco a rir”, passe a expressão, para além de um diálogo verdadeiramente oportunista e charlatão que nos faz dar saudáveis gargalhadas. Como já referi por diversas vezes neste blogue, não sou um adepto de comédia, mas lá de vez em quando consigo ver uma ou outra obra que me consegue pôr um sorriso nos lábios. Esta é uma delas.

Jet Li é um perfeito “Fong Sai Yuk”, Michelle Reis uma adorável “princesinha”, Josephine Siao está muito bem no papel da possessiva mãe de “Fong”, Vincent Chiu é um vilão de nomeada. O resto do “cast” acompanha muito bem estes actores, todos representando personagens que colhem a nossa simpatia quase de imediato.

O argumento não é nada demais, mas atendendo ao objectivo do filme, cumpre plenamente o seu desiderato. A banda - sonora é muito agradável de se ouvir, e faz acentuar brilhantemente o pendor heróico e movimentado do filme.

Não se pode pedir muito mais a “Fong Sai Yuk”, mas tal também se afigura desnecessário! Deste Jet Li, em excelente forma, gosto eu bastante!

Uma boa proposta!

"Fong Sai Yuk enfrenta em combate o governador de Kau Man"

Trailer, The Internet Movie Database (IMDb) link

Outras críticas em português:

Avaliação:

Entretenimento - 9

Interpretação - 7

Argumento - 7

Banda-sonora - 8

Guarda-roupa e adereços - 8

Emotividade - 8

Mérito artístico - 9

Gosto pessoal do "M.A.M." - 8

Classificação final: 8





8 comentários:

Su disse...

olá ..vim retribuir a visita ao marakoka.....

agora entendo ....cinema:))))

belo blog

voltarei

jocas maradas

Patyka disse...

Olá! Falo do Rio de Janeiro, Brasil. Sou uma leitora do seu blog há algum tempo e gostaria de parabenizá-lo pelo aniversário de um ano do blog. Eu gosto muito do cinema asiático, e através das ótimas críticas como as suas, eu vou conhecendo a cada dia um pouquinho mais desta maravilhosa filmografia que o Oriente está nos presenteando. Parabéns e longa vida ao seu blog. Um grande abraço do outro lado do Atlântico :)

Shinobi disse...

Volte sempre Su, pois eu também retornarei ao Marakoka. Obrigado pelo elogio feito a este blogue, que retribuo sinceramente!

Jinhos

Shinobi disse...

Olá Patyka!

Agradeço imenso os largos elogios feitos ao meu blogue, assim como as felicitações feitas pelo aniversário do mesmo.
Continue a aparecer, pois este blogue é feito para fãs, que à semelhança da minha pessoa, adoram cinema asiático!

Um grande abraço da pequena ilha da Madeira, para a grande cidade do Rio de Janeiro!

Takeo Maruyama disse...

Concordo contigo, Jorge, de que Jet Li é um perfeito Fong Sai Yuk. Aliás, eu acho que esse personagem combina muito mais com ele do que Wong Fei Hung, que deveria ser interpretado por alguém mais maduro. Embora Fong Sai Yuk não seja o meu filme favorito de Jet Li (Shaolin Temple e Fist Of Legend são insuperáveis!!!), é um filme que eu gosto muito, e certamente pode ser considerado um dos filmes mais importantes dos anos 90 dentro do sub-gênero wire-fu.

Shinobi disse...

Takeo, eu não desgosto de ver Jet Li a interpretar Wong Fei Hung, embora concorde que o papel de Fong Sai Yuk lhe fica melhor.
Tenho que rever Shaolin Temple, pois já não o vejo há bastante tempo. Quanto a Fist of Legend, o filme sem dúvida é realmente uma lenda, passe a repetição. Muito bom mesmo!
Este Fong Sai Yuk, como escrevi no texto, é uma película bastante agradável e que se vê bastante bem. Entretém imenso!

Abraço

Cá disse...

adorei seu blog, em especial a postagem. esse um dos melhores filmes do Jet Li, realmente, o papel lhe coube muito bem. ah, linkei seu blog aos que eu sigo, espero que não se importe, eu ''linko'' poucos, só os que realmente me interessam. beijos ;*

Shinobi disse...

Olá Cá!

Fico muito feliz pelo facto de o meu blogue ter sido do teu agrado. Podes linkar à vontade :) !

Este é para mim um dos melhores filmes de Jet Li!

Bjs.!