"MY ASIAN MOVIES"マイアジアンムービース - UM BLOGUE MADEIRENSE DEDICADO AO CINEMA ASIÁTICO E AFINS!!!

segunda-feira, abril 12, 2010

The Big Hearted Will Take the Bride/Dilwale Dulhania Le Jayenge Aka DDLJ - दिलवाले दुल्हनिया ले जाएँगे (1995)

Capa

Origem: Índia

Duração aproximada: 189 minutos

Realizador: Aditya Chopra

Com: Shahrukh Khan, Kajol, Amrish Puri, Farida Jalal, Anupam Kher, Satish Shah, Achala Sachdev, Himani Shivpuri, Pooja Ruparel, Hemlata Deepak, Anaita, Arjun Sablok, Karan Johar, Parmeet Sethi, Mandira Bedi

Raj

Raj”

Sinopse

“Raj Malhotra” (Shah Rukh Khan) e “Simram Singh” (Kajol) são dois descendentes de indianos que residem em Londres. “Raj” é o único filho de “Dharanvir Malhotra” (Anupan Kher), um empresário de sucesso, e vive uma vida boémia e sem sentido imediato. Após ter concluído os seus estudos superiores, o rapaz decide ir viajar durante um mês pela Europa, antes de assumir um cargo nas empresas do pai. Acontece que “Simram”, a filha de um comerciante do Punjab chamado “Baldev Singh” (Amrish Puri), decide igualmente conhecer a Europa com as amigas, antes de embarcar para um casamento arranjado na Índia.

Simram 2

Simram”

O casal acaba por travar conhecimento na viagem, e entra muitas vezes em conflito, devido aos feitios opostos. Após se meterem em mais uma confusão, “Raj” e “Simram” acabam por desenvolver sentimentos um pelo outro, mas que se encontram votados ao fracasso, devido ao enlace de “Simram”. Retornados a Inglaterra, “Raj” não consegue lutar contra o seu sentimento e decide declarar-se a “Simram”. Contudo, a rapariga já embarcou para a Índia, de forma a cumprir com os seus votos. “Raj” não desanima e voa para o Punjab, de forma a lutar e conquistar o seu amor.

Corrida para o comboio

Simram corre para o seu amor”

Review”

Tendo sido muito provavelmente o maior êxito de “Bollywood” no já longínquo ano de 1995, “Dilwale Dulhania Le Jayenge” (“DDLJ”) possui à partida dois grandes motivos de interesse: o facto de ser o filme da meca do cinema indiano com mais tempo em exibição nas salas de cinema de Mumbai (presentemente há 750 semanas ininterruptas!!!) e ser uma das duas películas de “Bollywood” que constam na lista da conhecida publicação cinematográfica denominada “1001 Movies You Must See Before You Die”.

À primeira vista, e tendo em conta a percepção actual, podemos pensar que estamos perante um típico produto de “Bollywood”. “DDLJ” é uma clássica história de amor, onde após um confronto inicial, a paixão nasce pulsantemente entre o casal protagonista da história. Depois sucedem-se os naturais obstáculos e dificuldades a que tudo dê certo, mas todos sabemos a meio da trama que algo irá acontecer de forma a que o epílogo seja “cor-de-rosa”. Contudo, e tendo em conta a orientação argumentativa que grassava no meio da altura, “DDLJ” acabou por ser de certa forma inovador. Normalmente, os indianos que viviam no estrangeiro eram caracterizados como pessoas ricas e de má índole, que tinham sido corrompidas pelos costumes pouco aceitáveis do ocidente. Ora em “DDLJ”, “Raj” e “Simram”, assim como as suas famílias, são apresentadas como pessoas de bom coração, que respeitam as tradições indianas, apesar de terem nascido ou emigrado, consoante os casos, para o Reino Unido. Outro aspecto por muitos considerado igualmente original, aquando da feitura de “DDLJ”, passa pelo facto de “Raj” tentar ganhar o coração dos progenitores de “Simram” (em especial do pai), de forma a poder encetar um relacionamento sério com a sua amada. Em circunstâncias ditas mais normais, o casal desafiaria os pais possuidores de um antagonismo inexplicável face ao relacionamento em causa, e lá no fim sempre se fariam as pazes de uma forma pouco convincente. No entanto, e como acima foi aflorado, em “DDLJ”, “Raj” apesar da sua inerente rebeldia, tudo faz para ser aceite no seio familiar de “Simram”, deixando bem claro que é a única forma de tudo dar certo, mesmo pondo em risco o seu amor.

Raj e Baldev Singh

Raj e Baldev Singh, o pai de Simram”

Embora eu não seja um grande apreciador de Shah Rukh Khan (não deixando de reconhecer a sua inquestionável importância no meio e o carisma especial que detém), reconheço que em “DDLJ” o actor apresenta-se muito bem. O seu entusiasmo convincente, tanto nas cenas mais cómicas, como nos momentos mais dramáticos, cativa imenso a atenção dos espectadores e dá brilho ao filme. A bela intérprete Kajol faz um par muito bom com Khan, denotando talento na expressividade e no sentimento que exsuda nas cenas em que intervém. Merece uma referência especial o actor Amrish Puri (para os menos familiarizados com “Bollywood”, trata-se de “Mola Ram”, o feiticeiro maléfico e adorador de Kali em “Indiana Jones - O Templo Perdido”), que é extremamente convincente e dotado de uma aura paternal e nostálgica no papel de “Baldev Singh”, o pai de “Simram”.

Com uma temática interessante acerca dos casamentos arranjados, uma banda-sonora bastante aceitável, e uma variedade de cenários desde a Europa até inevitavelmente à Índia, “DDLJ” é uma película obrigatória para quem quer se embrenhar no universo de “Bollywood”, e atrever-me-ia a dizer, até compreende-lo. Possui uma alegria contagiante, uma história de amor curial mas com bons momentos, e entretenimento quanto baste para nos mantermos alerta durante as mais de três horas de filme. Da minha perspectiva, está longe de ser considerada uma das melhores obras do mundo de sonho de Mumbai, mas haverá muito a aproveitar, a admirar e muito provavelmente a sentir.

Merece uma espreitadela!

Raj e Simram

Raj abraça Simram num campo de flores”

imdb Nota 7.9 (5.689 votos) em 12/04/2010


Outras críticas em português/espanhol:

  1. Batto presenta…
  2. Cinema Indiano em Portugal – Bollywood
  3. Grand Masala

Avaliação:

Entretenimento – 8

Interpretação – 8

Argumento – 7

Banda-sonora – 8

Guarda-roupa e adereços – 8

Emotividade – 8

Mérito artístico – 7

Gosto pessoal do “M.A.M.” – 7

Classificação final: 7,63

6 comentários:

Battosai disse...

Esta es de las primeras de Bollywood que vi. Estoy de acuerdo con todo lo que dices.

Si te apetece ver otra parecida, también con Shahrukh Khan y Kajol, te recomiendo Kuch Kuch Hota Hai. A mí me parece superior a DDLJ. Y si ves esa y quieres otra más, Kabhi Khushi Kabhie Gham.

Un abrazo.

Jorge Soares Aka Shinobi disse...

Esses ainda não vi...tenho de os conferir!

Abraço!

barbie-o disse...

Depois de ter visto Kuch Kuch Hota Hai fiquei quem vontade de ver este filme. Não sei como é que não tinha visto a tua crítica antes...

Jorge Soares Aka Shinobi disse...

Embora esteja longe de, na minha perspectiva, ser uma obra de antologia, vale bem a pena conferir este filme!

Quanto a não teres visto antes o texto, também foi o último que aqui coloquei ;) !

Bjs.!

barbie-o disse...

Eh lá... estás a baralhar propositadamente os leitores?

E esse concurso, quando volta? Os perdedores do ano passado querem a desforra!

Jorge Soares Aka Shinobi disse...

Lololol!

O concurso está atrasado, eu sei...mas o tempo infelizmente tem sido escasso por estes lados...

Garanto que vai haver, e até já tenho os prémios e tudo ;) !

Avisarei a toda a gente com antecedência.

Bjs.!