"MY ASIAN MOVIES"マイアジアンムービース - UM BLOGUE MADEIRENSE DEDICADO AO CINEMA ASIÁTICO E AFINS!!!

terça-feira, abril 25, 2006

Shinobi: Heart Under Blade (2005)
Origem: Japão
Duração: 100 minutos
Realizador: Ten Shimoyama
Com: Jô Odagiri, Yukie Nakama, Erika Sawajiri, Tomoka Kurotani, Kippei Shina, Takeshi Masu, Mitsuki Koga, Tak Sakaguchi, Houka Kinoshita, Shun Ito, Riri, Minoru Terada, Masaki Nishina, Toshiya Nagasawa, Yutaka Matsushige, Renji Ishibashi, Kazuo Kitamura.


"Gennosuke e Oboro"

Considerações pessoais
Ora aqui vou falar de um filme que considero especial por algumas razões, desde a edição que possuo ter o menú todo em japonês, o que me deu o cabo dos trabalhos, mas após várias tentativas, lá consegui dar com o abençoado "subtitles in english". Para além disso, esta película serviu parcialmente de inspiração para o nome deste "blog": Shinobi-My Asian Movies.
"O-Gen, líder dos Iga e avó de Oboro"

Estória

Em 1614 da nossa era, o Japão está pacificado pelo grande Xógun "Tokugawa". No entanto, subsistem ainda sinais da prática da arte da guerra, representados sobretudo por dois clãs de ninjas, os Iga e os Koga, que são inimigos fidagais. Estas facções estão proibidas de lutar directamente uma contra a outra, devido a um decreto com 400 anos, emanado pelo primeiro "Hattori Hanzou", o líder máximo de todos os ninjas.

Acontece que um dia "Oboro", a neta da chefe dos Iga, encontra "Gennosuke", neto do chefe dos Koga, a meditar à beira de um rio, e instantaneamente nasce um amor proibido. Apesar de se amarem secretamente, as coisas complicam-se imenso na sequência de um determinado evento que ocorre no castelo Sanju, casa do Xógun "Tokugawa".

Danjou, chefe dos Koga, e O-Gen, líder dos Iga, são chamados pelo Xógun, para serem informados que o tal decreto que proibia os clãs de lutarem entre si tinha sido revogado, e foi-lhes ordenado que escolhessem os 5 melhores guerreiros de cada lado, tendo em vista lutarem até à morte. O prémio era a escolha do sucessor de "Tokugawa".

A inusitada decisão do Xógun, surge na sequência da influência negativa do herdeiro de "Hattori Hanzo" e do ministro "Yagyu", que temem de sobremaneira as capacidades fantásticas e incríveis dos ninjas, e chegando à conclusão que o melhor a fazer é engendrar uma forma que leve os guerreiros a matarem-se uns aos outros.

É no meio deste cenário de guerra entre os Iga e os Kouga, que o amor de Gennosuke e Oboro terá de sobreviver ou morrer...

"Danjou, líder dos Koga e avô de Gennosuke"

"Review"

"Shinobi: Heart Under Blade é baseado numa série de anime muito popular no Japão chamada "Basilisk", e constitui nada mais, nada menos, que o "Romeu e Julieta" dos filmes de artes marciais. Há que reconhecer sem dúvida que o romantismo inerente a esta película é deveras cativante.

De um lado temos um homem ("Gennosuke") que, embora muito circunspecto, revela sempre uma grande esperança que tudo vai dar certo com a sua paixão, para além de condenar vivamente a própria natureza dos ninjas, que é matar e fazer guerra, revelando-se um pacifista e indo contra a corrente e a tradição. Isto não quer dizer que "Gennosuke" não lute fabulosamente e não retalie quando não seja preciso, conforme podemos constatar algumas vezes no filme.

"Oboro", uma bela rapariga, apesar de completamente enamorada, por outra via adopta uma postura mais pessimista e porventura realista, ilustrada por uma frase que diz mais do que uma vez: "We'll be together only in our dreams." Só não desmoraliza completamente, devido à atitude persistente de Gennosuke, indo retirar a este a sua força interior.

"Koshiro (Koga) Vs. Yashamaru (Iga)"

Não pensem que estamos perante um clássico filme de ninjas, em que as personagens andam com aqueles fatos negros, de cara tapada, a atirar "shurikens" (as estrelas de ferro) uns aos outros. Nada disso! As personagens principais vestem adereços normais da época, e nem por este motivo deixam de ser ninjas. Os tais "homens de negro" só marcam a sua presença uma única vez, sendo "despachados" por "Gennosuke" em poucos minutos.

Para não variar a fotografia e as paisagens não são menos do que óptimas. As personagens por sua vez são interessantíssimas, cada uma com as suas habilidades muito próprias, o que faz com que aconteçam combates espectaculares. Estou-me a lembrar particularmente do combate entre "Koshiro", um ninja de Koga, que tem como ponte forte a capacidade de atirar várias projectéis de ferro ao mesmo tempo, para além de ser dotado de uma agilidade fabulosa, e "Yashamaru", um ninja dos Iga, que é uma espécie de "Homem-Aranha" (é a melhor analogia que consigo arranjar de momento), dotado igualmente de incríveis capacidades acrobáticas, possuindo umas cordas que lhe saem das mangas do "Kimono", servindo para projectar os adversários contra o chão, paredes, árvores, etc.

Escusado será dizer que os mais fortes são o casal de apaixonados. "Oboro" domina a terrível técnica dos "Olhos da Destruição", que faz com que o infeliz que tenha o azar de fitar o olhar da rapariga, sinta o seu corpo ser verdadeiramente implodido. A arte de "Gennosuke" por seu lado foi mais complicada de discernir, mas passa por ter o poder de paralisar os adversários, assim como voltar contra eles os seus próprios ataques.

No entanto, desde já se alerta que "Shinobi: Heart Under Blade" não é um filme de acção exagerada. Trata-se sobretudo de uma estória de amor, e de alguém que questiona-se acerca da violência reinante e porquê a mesma tem que impedir coisas tão boas como a completa paz e a satisfação dos sentimentos belos da vida. Mas o conturbado Japão feudal de facto revela-se um inimigo difícil de bater.

Como "não há bela sem senão", a principal fragilidade desta película passa sem dúvida pela curta duração do filme, apenas 1 hora e 40 minutos aproximadamente. Com um manancial de personagens, que poderiam ser mais desenvolvidas, tanto nos seus aspectos pessoais, como até nas suas próprias habilidades de luta, o que nos é presenteado acaba por saber a pouco. Eu por exemplo, adoraria saber muito mais acerca de "Tenzen", o suposto ninja imortal dos Iga, e da sua relação com "Kagero", a ninja dos Koga que expele veneno. Embora estes personagens ajam como verdadeiros desconhecidos, a sua proximidade, mesmo na inimizade, fez-me sempre pensar que haveria algo mais. O mesmo pensei em relação aos líderes dos clãs, "Danjou" e "O-Gen". Bem, parece que terei mesmo é que arranjar maneira de obter a série de anime. Sabe a pouco, e o espectador que tem sede, não tem por onde beber... Duas horas e meia precisavam-se, para o que se pretendia fazer!!!

Uma palavra final para uma cena existente quase no final do filme, protagonizada por "Oboro" perante o Xógun "Tokugawa". Foram raras as vezesque o meu coração quase gelou perante a magnificiência de uma imagem, em conjugação com a música de fundo. Embora depois pense que era óbvio que ela ia tomar aquela atitude, não deixa de nos emocionar e de nos fazer sentir consideração por tão altruísta actuação (Não, não, não, ela não morre!).

Um bom filme sem dúvida, embora deixe aquela raiva do pouco desenvolvimento argumentativo!

"Gennosuke em acção"

Trailer, The Internet Movie Database (IMDb) link

Outras críticas em português: Clubotaku, Daiblog, Bitlogger, Conexão Oriente, Cinema ao Sol Nascente

Avaliação:

Entretenimento - 8

Interpretação - 7

Argumento - 8

Guarda-roupa e adereços - 9

Banda-sonora - 8

Emotividade - 8

Mérito artístico - 8

Gosto pessoal do "M.A.M." - 8

Classificação Final: 8

"Um amor destinado à tragédia"


































6 comentários:

Anónimo disse...

Olá.

Ainda não vi o filme, mas se for igual ao animê dese ser muito bom. A estória do animê é bem parecida como o que foi mostrado aqui, mas são escolhidos 10 ninjas de cada clâ. Tem ninja que estica os membros do corpo como se fossem borracha, Ninja-Aranha, ninja que controla os cabelos e os usa para tudo, ninja sem braços e pernas. tem ninja para todos os gostos.
O legal é que mostra todas as particularidades de cada clâ, sua maneira de pensar, agir, ver a gerra e ódio que dura mais de 400 anos entre os dois clãs.
Um detalhe legal é quando os próprios ninjas, após várias mortes, se questionam pelo motivo de tamanho ódio entre os clãs.

O anime é perfeito, a animação, música, sons, roteiro.

Uma obra prima.

Até mais.

Tisahu.
Brasil/Pernambuco/Recife

Shinobi disse...

Caro Tisahu,

Para "mal dos meus grandes pecados", não tive a felicidade de ver o Anime "Basilisk", que é a fonte de onde "Shinobi: Heart Under Blade" bebe. Era um anime que eu tenho praticamente a certeza que ia gostar.
No entanto, e com base nas minhas deambulações pela internet, posso dizer que o filme desenvolve muito menos a estória que o anime. E apesar de ser um bom filme, uma das suas fragilidades é sem dúvida o pouco desenvolvimento das personagens.
Alerto para mais um pequeno/grande aspecto. O ninja "Koshiro", que no anime pertence ao clã dos Iga, no filme é dos Koga.

Um abraço e apareça sempre!!!

Anónimo disse...

Olá, de novo.

Venho aqi deixar um link de um blog brasileiro que está disponibilizando os 24 capítulos do animê.

http://animesuthopia.blogspot.com/2007_01_01_archive.html

Se você tiver paciência para baixar tudo pode verificar com seus próprios olhos esse fantástico animê.

até mais.

Tisahu.
Brasil/Pernambuco/Recife

tisahu@hotmail.com

Shinobi disse...

Tisahu,

Muito obrigado pela sua preciosa sugestão, que quando tiver tempo irei aproveitar com certeza!
Por coincidência, a série começou a dar aqui em Portugal, na passada 5ª feira, dia 24 de Maio, num canal nacional chamado Sic Radical.
Vi o primeiro episódio e posso dizer que fiquei bastante impressionado. O detalhe da animação é simplesmente fenomenal!

Abraço,

Shogu disse...

Deixo também outra recomendação: O mangá (http://www.onemanga.com/Basilisk/)! Não cheguei a assistir o anime, pois tenho a convicção que a maior parte dos mangás são mais complexos e detalhados que suas versões animadas, mas imagino que ele seja tão bom quanto.

Eu gostei bastante do filme, mas me revoltei com algumas diferenças gritantes entre ele e o mangá; por exemplo, Oboro e Gennosuke seguem o mesmo caminho no mangá, enquanto no filme ela vira uma Maria Madalena. Sem contar que a maioria dos ninjas não tem tempo suficiente de desenvolver sua personalidade e colocar em jogo suas motivações e anseios. Kagerou é uma personagem fantástica, assim como Saemon Kisaragi. :)

Shinobi disse...

Olá Shogu!

Antes de tudo queria agradecer o link para a manga, que vai fazer muito jeito :) !

Em segundo lugar, quero dizer que adorei o "anime" "Basilisk". Para mim foi um dos que mais me cativou.
O filme, apesar de ter gostado bastante, já foi sem dúvida nenhuma inferior ao anime. Quando escrevi este texto, tinha visto apenas o filme e nunca o anime. Actualmente, como já vi os dois dá para confrontar.

No anime, as personagens que gostei mais foi Muroga Hyouma, Gennosuke e Kagerou do lado dos Kouga; Yakushiji Tenzen, Koshirou e Akeginu da facção dos Iga.

No filme, gostei tanto de Gennosuke, como de Oboro. Acrescente-se Kagerou, Tenzen e Koshirou e a minha equipa está feita ;) !

A vertente de Oboro na manga desconheço, mas gostei dela tanto no anime como no filme. Mas daí, eu gosto de Maria Madalena ;) !

Um abraço e volta sempre!