"MY ASIAN MOVIES"マイアジアンムービース - UM BLOGUE MADEIRENSE DEDICADO AO CINEMA ASIÁTICO E AFINS!!!

quarta-feira, novembro 26, 2008

Heróis de Shaolin/Hand of Death Aka Countdown to Kung Fu/Shao Lin Men - 少林 (1976)

Origem: Hong Kong

Duração: 93 minutos

Realizador: John Woo

Com: Dorian Tan, James Tien, Jackie Chan, Sammo Hung, Yeung Wai, Gam Kei Chu, John Woo, Ko Keung, Polly Shang, Chu Ching, Wilson Tong, Yuen Wah

"Yun Fei"

Sinopse

O templo de Shaolin é destruído por forças lideradas por um antigo pupilo dos monges chamado “Shih Xiao Feng” (James Tien), que agora se encontra ao serviço dos invasores manchus. Anos depois de este trágico evento, os sobreviventes, sedentos de recuperar a honra ferida, enviam “Yun Fei” (Dorian Tan) em ordem a que este se vingue do infame “Shih”.

"Tan Feng"

Na sua demanda, “Yun Fei” apercebe-se do terror que “Shih” provoca na população, assim como a dificuldade em eliminá-lo devido ao seu grande domínio das artes marciais. No caminho, trava conhecimento com “Tan Feng” (Jackie Chan), um camponês que se mostra reticente em se juntar à aventura, embora simpatize com a causa de Shaolin. A passividade de “Tan Feng” altera-se quando salva “Yun Fei” depois de este ser capturado e torturado por “Shih”.

Os dois amigos, conjuntamente com um misterioso espadachim conhecido apenas por “Viajante” (Yeung Wai) e o intelectual rebelde “Zhang Yi” (John Woo, que também é o realizador), preparam-se para uma luta mortal com “Shih”, o seu oficial de confiança “Tu Ching” (Sammo Hung) e os restantes apaniguados.

"O vilão Shih Xiao Feng"

"Review"

No início da sua carreira e antes de John Woo ter ficado celebrizado com os seus “heroic bloodshed”, como “A Better Tomorrow”, The Killer”, “Bullet in the Head”, “Hard Boiled” e afins, o realizador dedicou-se ao cinema de artes marciais. O expoente máximo desta sua fase, pelo menos a nível de consagração, terá sido provavelmente a película “Last Hurrah for Chivalry”. “Hand of Death” é um dos filmes que Woo realizou nesta período, e cuja edição portuguesa recebeu o título de “Heróis de Shaolin”, ostentando Jackie Chan na capa em pose de luta, e pondo em destaque não apenas o nome deste actor, mas também os míticos Sammo Hung e Yuen Biao. Desde já convém fazer um alerta que reputo de importante. A maneira como a edição de dvd é apresentada, provavelmente fará pensar que os actores mencionados detêm o protagonismo principal no filme. Ora isto constitui um logro, pois os papéis principais estão atribuídos a Dorian Tan e James Tien, estrelas dos filmes de artes marciais de Hong Kong à altura. Jackie Chan e Sammo Hung têm partes importantes desta longa-metragem, mas secundárias. Ambos agem como “sidekicks” respectivamente de Dorian Tan e James Tien. Quanto a Yuen Biao, ele é apenas um mero figurante, sendo necessário estar com alguma atenção para detectá-lo no ecrã. Foi por essa razão que a capa do filme que escolhi para ilustrar este texto é uma das originais que saiu à altura, tentando repor desta forma a verdade das coisas. Fica o esclarecimento.

“Hand of Death” é um típico filme de artes marciais dos anos '70, em que o kung fu dita as suas leis, mas que não possui a arte nem o brilho de outras obras do género. Com um argumento previsível, mediano, e por vezes inconsequente, as partes mais apelativas ao espectador resumem-se inevitavelmente aos treinos e lutas que pontificam na película, ou não fosse esta uma longa-metragem de artes marciais. Para os fãs do género, e talvez para alguns não assim tão apreciadores, sempre será minimamente interessante observar como “Yun Fei” tenta descobrir o antídoto para a mortífera técnica de “Shih” que ostenta um nome pomposo e típico como o “punho mortal do grou branco”. Observamos o herói fazer evoluir o seu golpe essencial denominado a “garra do tigre”, de forma a poder lutar em igualdade de circunstâncias com o seu arqui-inimigo, embora eu pense, na minha ignorância, que a sua técnica bastante efectiva dos pontapés poderia ter arrumado o assunto com mais facilidade. E pelos vistos não me enganaria muito, pois descobri nas minhas costumeiras deambulações que o actor natural de Taiwan chamado Dorian Tan, tinha como alcunha “Flash Legs”, devido a um desempenho seu numa película com o mesmo nome e em outras que relevavam os seus pontapés. O espectáculo é garantido, não fosse a coreografia da autoria de Sammo Hung, então um jovem com 24 anos, ambicioso por ter provas dadas. Pessoalmente a nível de interpretação, e por uma questão estritamente de gosto pessoal, o actor que mais me impressionou foi Yeung Wai que dá corpo à personagem de “Viajante” (“Zorro”(???) na versão norte-americana). A razão muito simples passa pelo facto de desempenhar com alguma competência a personagem séria e trágica da história, sempre acompanhado do seu fiel sabre que por sua vez está associado a um evento infeliz e marcante.

"Os defensores da causa de Shaolin"

Não sei se o Takeo e Aline, que são bem mais versados no género do que eu, concordam comigo, mas “Hand of Death” está longe de ser um ilustre representante do denominado “kung fu old school”. A película valerá sobretudo pelo facto de observarmos dois dos maiores expoentes do cinema de artes marciais (Jackie Chan e Sammo Hung, porque aqui Yuen Biao nem conta) a trilharem aos poucos o caminho para a glória. Para além deste factor, salva-se um ou outro momento interessante, principalmente nas lutas, e pouco mais. Com certeza que se forem aficionados no cinema de artes marciais, poderão ter algum proveito. Os restantes não ficarão com a sua cultura cinematográfica mais pobre se passarem ao lado deste filme.

"Yun Fei Vs. Shih"

Trailer

The Internet Movie Database (IMDb) link

Outras críticas em português:

Avaliação:

Entretenimento - 8

Interpretação - 7

Argumento - 6

Banda-sonora - 7

Guarda-roupa e adereços - 8

Emotividade - 7

Mérito artístico - 7

Gosto pessoal do "M.A.M." - 6

Classificação final: 7





4 comentários:

Takeo Maruyama disse...

Concordo contigo, Jorge. HAND OF DEATH é um filme mediano. As lutas são ótimas mas nada espetaculares, e o que é pior, em nenhum momento se explora as sensacionais habilidades de Mr. Tan com as pernas. Se não fosse a presença de Jackie e Sammo, esse seria um filme menor na carreira de Tan Tao Liang. Não sei se é do teu interesse, mas se quiseres conhecer os filmes realmente bons de Dorian Tan, procure por THE HOT, THE COOL AND THE VICIOUS, SHAOLIN DEADLY KICKS e principalmente THE LEG FIGHTERS (ou INVINCIBLE KUNG FU LEGS), que inclusive a Aline já comentou no próprio blog.

Percebe-se em THE HAND OF DEATH uma grande semelhança com o famoso "Ciclo Shaolin" (uma série de filmes que Chang Cheh realizou baseados na destruição do Templo Shaolin, como MARTIAL ARTS OF SHAOLIN, SHAOLIN AVENGERS, 5 SHAOLIN MASTERS, MEN FROM THE MONASTERY, entre outros), provavelmente porque John Woo foi assistente de Chang Cheh no início de carreira. Mas como não sou lá tão fã desse ciclo, também não achei THE HAND OF DEATH grande coisa.

Um grande abraço

Shinobi disse...

Pelos vistos, apesar de eu não ser um especialista do género, estou a ver que não me enganei :) !

Vou ver se confiro alguns dos filmes que indicaste Takeo!

Grande abraço!

tf10 disse...

Ora aqui está um "Shaolin" que eu nunca vi! Mas também pelo que dizes não me parece que seja dos mais interessantes.....ficou o aviso.

;)

Shinobi disse...

Tf10, como disse no texto, a tua cultura cinematográfica não ficará mais pobre se passares ao lado deste filme. Mas sendo tu um fã de Shaolin, terás ao menos um motivo para visioná-lo. De qualquer forma, "Hand of Death" não explora o tema de Shaolin muito profundamente. Pelo menos, não o faz de um ponto de vista histórico ou de caracterização...

Abraço!