"MY ASIAN MOVIES"マイアジアンムービース - UM BLOGUE MADEIRENSE DEDICADO AO CINEMA ASIÁTICO E AFINS!!!

segunda-feira, junho 23, 2008

Realizador Asiático Preferido - Votação

Apresento-vos mais um realizador asiático que está sujeito ao vosso escrutínio, no quadro de votações mais abaixo à direita. Não custa relembrar que podem escolher mais do que uma opção, antes de clicarem e submeterem o(s) vosso(s) voto(s). Igualmente podem sugerir outros nomes para serem postos a votação.
Seijun Suzuki (ao centro, rodeado por Zhang Ziyi e Joe Odagiri)

Informação

Filmografia enquanto realizador (caso exista alguma crítica, o título estará assinalado a cor vermelha. Para aceder ao texto, basta clicar) :

  1. Harbour Toast: Victory Is in Our Grasp (1956)
  2. Pure Emotions of the Sea (1956)
  3. Satan's Town (1956)
  4. The Naked Woman and the Gun (1957)
  5. Inn of the Floating Weeds (1957)
  6. Eight Hours of Terror (1958)
  7. Beauty of the Underworld (1958)
  8. The Boy Who Came Back (1958)
  9. Young Breasts (1958)
  10. Voice Without a Shadow (1958)
  11. Love Letter (1959)
  12. Passport to Darkness (1959)
  13. Age of Nudity (1959)
  14. Aim at the Police Van (1960)
  15. Sleep of the Beast (1960)
  16. Clandestine Zero Line (1960)
  17. Everything Goes Wrong (1960)
  18. Fighting Delinquents (1960)
  19. Tokyo Knights (1961)
  20. A Hell of a Guy (1961)
  21. The Man With a Shotgun (1961)
  22. The Wind-of Youth Group Crosses the Mountain Pass (1961)
  23. Blood-Red Water in the Channel (1961)
  24. Million Dollar Smash-and-Grab (1961)
  25. High-Teen Yakuza (1962
  26. The Guys Who Put Money On Me (1962)
  27. The Brute (1963)
  28. Detective Bureau 2-3: Go to Hell Bastards (1963)
  29. The Bastard (1963)
  30. Kanto Wanderer (1963)
  31. The Flower and the Angry Waves (1964)
  32. Gate of Flesh (1964)
  33. Our Blood Will Not Forgive (1964)
  34. Story of a Prostitute (1965)
  35. Stories of Bastards: Born Under a Bad Star (1965)
  36. Life of a Tattooed Man (1965)
  37. Carmen From Kawachi (1966)
  38. The Man From Tokyo (1966)
  39. Elegy to Violence (1966)
  40. Branded to Kill (1967)
  41. Good Evening Dear Husband: A Duel (1968)
  42. There's a Bird Inside a Man (1969)
  43. A Tale of Sorrow and Sadness (1977)
  44. The Fang in the Hole (1979)
  45. Tsigoineruwaizen (1980)
  46. Heat Shimmer Theater (1981)
  47. Capone Cries a Lot (1985)
  48. Yumeji (1991)
  49. Kekkon (1993)
  50. Pistol Opera (2001)
  51. Princess Racoon (2005)

8 comentários:

tf10 disse...

Velho mestre Seijun!!!
É sempre com esta expressão que me refiro a ele e mostra bem a minha admiração pelo carácter inovador e rebelde que manifestou sempre nos seus filmes! Sem ficar preso às normas estabelecidas, encontrou sempre forma de as reinventar com a ajuda de uma estética exuberante criando dessa forma um estilo muito próprio!
Felizmente existe uma catrefada de coisas disponiveis que já tive a oportunidade de ver como bom discípulo que sou, sendo dos meus favoritos dessa primeira fase da década de 60 coisas como "Story of a Prostitute", "Underworld Beauty", "Youth of the Beast", "Tattooed Life", "Tokyo Drifter" e uma das suas obras-primas o "Branded to Kill", essa genial peça abstracta que imagine-se, lhe custou o despedimento! Mitico!!:D
Voltou depois à carga com a hipnótica e surreal trilogia ("Zigeunerweisen" / "Kageroza" / "Yumeji") que é a não perder, finalizando uma brilhante carreira com esse último delírio - mais um rasgo de criatividade - num musical (Seijun é dos poucos que me leva a ver um musical) "Princess Raccoon", isto quando já estava na casa dos 80 anos, mostrando que ainda mantinha a frescura de ideias de sempre!
A minha vénia a Velho mestre Seijun!!!

abraço!

Shinobi disse...

A vantagem de colocar realizadores japoneses neste blogue é que aparece sempre o tf10 ou o Miguel Patrício a compartilhar os seus grandes conhecimentos acerca do tema em concreto!

Deste em particular, só vi o "Princess Racoon", e confesso que gostei bastante. Atendendo o historial e aos temas dos seus filmes, este Seijun Suzuki é dos realizadores que tenho mais curiosidade em conhecer mais detalhadamente a sua obra.

Grande abraço!

Rocket disse...

bem...bendita internet...
li o teu comentário na blueminerva e chego aqui e dou de caras com uma lista de alguns dos meus filmes de eleição... sou também um entusiasta do cinema daquelas paragens...

fiz recentemente um post em que defino minimalismo e barroco utilizando o duelo dos sete samurais e o do morpheus contra o escalade dos gémeos... e no blog da blue mencionei o guarda-roupa de old boy...
...o cinema oriental é uma referência filosófica plena de ingredientes...

muito bem!

Shinobi disse...

Olá rocket!

Fico extremamente contente que o meu blogue tenha sido do teu agrado! Agora que o descobriste, espero sinceramente que apareças por aqui e comentes tudo o que te apetecer! E já agora, que este espaço possa contribuir para ainda te embrenhares mais no cinema asiático ;) !

Um abraço!

Miguel Patrício disse...

Seijun Suzuki é fantástico!

O meu compatriota TF10 já disse o essencial. Deixo só o meu cumprimento a esse gigante do cinema abstracto, grande Suzuki.
Branded to Kill é das coisas melhores que vi desde sempre. Um autêntico marco no cinema vanguardista! Absolutamente brilhante.

Um Abraço!

Shinobi disse...

Pois é Miguel, desta vez o tf10 antecipou-se e expôs uma resenha interessante sobre Seijun Suzuki. De facto, apercebi-me que este realizador é bastante do vosso agrado !
Tenho de conferir mais filmes dele :) !

Grande abraço!

MB disse...

Desculpe a intromissão:

500 Funchais - Cidade Pessoal

Estreia segunda-feira na RTP-Madeira depois do Culturalmente. Uma produção Die4films Audiovisuais. Acompanhe o blog da série em http://500funchais.blogspot.com

Shinobi disse...

Normalmente não sou muito dado a publicidade aqui no blogue, mas esta é apelativa à minha amada cidade, o Funchal.

Pelo exposto, fica aqui o registo com a promessa de tentativa de acompanhamento da série!

Um abraço e boa sorte!