"MY ASIAN MOVIES"マイアジアンムービース - UM BLOGUE MADEIRENSE DEDICADO AO CINEMA ASIÁTICO E AFINS!!!

domingo, dezembro 14, 2008

Realizador Asiático Preferido - Votação

Apresento-vos mais um realizador asiático, sujeito ao vosso escrutínio no quadro de votações mais abaixo à direita. Não custa relembrar que podem escolher mais do que uma opção, antes de clicarem e submeterem o(s) vosso(s) voto(s). Igualmente podem sugerir outros nomes para serem postos a votação.
Kaneto Shindô
Nota: A fotografia deste realizador acima exposta foi cedida pelo tf10 , a quem se agradece a gentileza.

Informação

Filmografia enquanto realizador (caso exista alguma crítica, o título estará assinalado a cor vermelha. Para aceder ao texto , basta clicar):

  1. Story of a Beloved Wife (1951)
  2. Avalanche (1952)
  3. Children of Hiroshima (1952)
  4. Shukuzu (1953)
  5. Onna no issho (1953)
  6. Dobu (1954)
  7. Okami - Wolf (1955)
  8. Shirogane sinju (1956)
  9. Riûri no kishi (1956)
  10. An Actress (1956)
  11. Umi no yarodomo (1957)
  12. Kanashimi wa onna dakeni (1958)
  13. Lucky Dragon No. 5 (1959)
  14. Hanayome-san wa sekai-ichi (1959)
  15. Naked Island (1960)
  16. Ningen (1962)
  17. Mother (1963)
  18. Onibaba (1964)
  19. A Scoundrel Aka The Conquest (1965)
  20. Lost Sex (1966)
  21. Libido (1967)
  22. Kuroneko (1968)
  23. Strong Women, Weak Men (1968)
  24. Kagerou - Heat Wave Island (1969)
  25. Shokkaku (1970)
  26. Live Today, Die Tomorrow! (1970)
  27. Kanawa (1972)
  28. Sanka (1972)
  29. The Heart (1973)
  30. My Way (1974)
  31. Kenji Mizoguchi: The Life of a Film Director (1975)
  32. The Life of Chikuzan (1977)
  33. The Strangling (1979)
  34. Edo Porn (1981)
  35. The Horizon (1984)
  36. Black Board (1986)
  37. Tree Without Leaves (1986)
  38. Sakura-tai Chiru (1988)
  39. The Strange Tale of Oyuki (1992)
  40. A Last Note (1995)
  41. Will to Live (1999)
  42. By Player (2000)
  43. Owl (2003)
  44. Ishiuchi jinjô kotô shôgakkô: Hana wa chiredomo (2008)


4 comentários:

Miguel Patrício disse...

Kaneto Shindo é talvez um dos mais multi-facetados realizadores japoneses. No seu documentário sobre Kenji Mizoguchi, Kaneto Shindo quase que se proclama como discípulo do mestre japonês. Se é verdade que Shindo mantêm uma veia "clássica" na sua maneira de filmar (ele mesmo foi o assistente de realização dos "47 Ronin" de Mizoguchi), também é claro que foi ele um dos primeiros impulsionadores de uma nova estética no princípio dos anos 50 e ao longo dos anos 60.
"Children of Hiroshima" (1952) é, então esse marco dum registo clássico inviolável e que se assemelha imenso aos melodramas de Keisuke Kinoshita (principalmente, "Twenty-Four Eyes"). Também o magnífico, mudo e poético "Naked Island" (1960) é um escape para Shindo filmar classicamente, colocando a genuidade humana ao mais alto nível, ainda que quase neo-realisticamente. Sobre Naked Island é conhecida a voz crítica feroz de Nagisa Oshima que, na altura de saída, disse que "o mundo filmado de Shindo não existe". O abismo de "realidade" que vai do poético "Naked Island" ao niilista "Cruel Story of Youth" de Oshima do mesmo ano, é intransponível.
Mas se esta ingenuidade em Shindo nos parece categorizadora de um trabalho, já não é bem assim em "Onibaba" (1964) ou "Kuroneko" (1967), em que a câmara assume dimensões de horror, subtilmente "avant-garde" e expressionista.
Resta-me ainda ver obras mais modernas de Shindo (e alguns ATG's também!) , já que ele é outro mestre que ainda hoje continua a fazer filmes e parece-me que não tem perdido mestria. ("Tree Without Leaves" (1986) e "Last Note" (1995) esperam-me!)

tf10 disse...

Primeiro eu sublinhava o número absurdo de argumentos que ele escreveu ao longo da sua carreira, sendo que alguns foram usados por grandes realizadores e estão felizmente disponiveis!
Depois e recuperando o meu post sobre o Naruse, o Shindo foi também um realizador que deu grande expressão ao universo feminino - influências do seu mentor Mizoguchi - a começar porque não no seu belo mas mais tradicional e humanista "Children of Hiroshima". Ainda nos aterrorizantes "Kuroneko" (mais sobrenatural) e "Onibaba" verdadeiramente clautrofóbico e já com uma dimensão mais critica fruto com certeza do ambiente que se vinha começando a instalar desde o inicio da decada de 60.
Ainda antes disso o silencioso (leia-se sem diálogo) "Naked Island" e como filmar a essência mártir japonesa de forma tão diferente e arriscadamente bela!
Já mais tarde na sua carreira temos os semi/auto-biográficos "Edo Porn" e "The Strange Story of Oyuki" que são dois bons mergulhos no universo de dois personagens históricos bem peculiares. Dois eróticos, bizarros e sobretudo bem humorados testemunhos com os grandes Ogata e Tsugawa como protagonistas! Entre estes dois temos ainda "Tree Without Leaves" que mantem a estrutura episódica mas possui um tom bem mais contido e nostálgico!
Por último e já com uma idade avançada, dois filmes que absorvem seguramente muita dessa sua enorme experiência! "A Last Note" (a minha vénia à Sugimura) um ternurento, cómico e reflexivo testemunho que ganha uma força extraordinária na 2º parte e finaliza de forma encantadora! Mas ainda como reflexão sobre os mais velhos, "Will to Live" consegue ser ainda melhor. Eu diria que é talvez a sua última obra-prima. A começar pela forma inteligente e narrativamente engenhosa como confronta o tratamento aos mais velhos no passado e no presente, acabando nos dois maiores protagonista do filme: o grande e velho Mikuni ao seu nivel habitual e sobretudo e queria sublinhar de forma veemente, o papelão antológico da Shinobu Ootake!!! Linda!!! Um filme absolutamente maravilhoso que abre grandes perspectivas para o seu mais recente filme - sim ele ainda filma! - que conta justamente com a Ootake e ainda o Ren Osugi e que é sem dúvida um dos mais aguardados do ano!

Shinobi disse...

Excelentes textos, que nos fazem sem dúvida perceber melhor, de um ponto de vista histórico (há agora que ver as obras) de Kaneto Shindo.

tf10, mais uma vez obrigado pela cedência da foto :) !

Abraço aos dois!

nati-sanay disse...

Hello. I don't understand the language you wrote, but i'm looking for Shindo's Dobu ) Does this fim exist in the Internet, don't you know? If you know something, let me hear from you please
yatsanay@gmail.com
thnx!